CAMPANHA DE ORAÇÃO
14º DIA: QUE NÃO HAJA CONFLITOS EM MEU MINISTÉRIO
VERSÍCULO: FILIPENSES 2:14

"Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas." - Filipenses 2:14


Campanha de Oração, 14º Dia, Que não haja conflitos em meu ministério, Campanha para Ministério de Dança, Dança Cristã, Por Milene Oliveira.

Existem diversos tipo de conflitos dentro de um ministério, hoje citarei alguns tipos e o que fazer para vencê-los.

Conflitos de Identidade: Você e o seu ministério precisam ter uma identidade, ou seja, um estilo próprio de vocês, características próprias de vocês. Se estão começando no ministério e ainda não são profissionais, não devem ficar se comparando a grandes ministérios, ou grandes bailarinos. Vocês até podem usá-los como um referencial, mas ficar se comparando, achando-se inferior porque não sabe fazer como eles, ou porque alguém do seu ministério não consegue é um conflito de identidade. Cada um recebeu um talento, uma criatividade, não fique se culpando ou culpando seus outros irmãos do ministério pelo que não conseguem fazer. Nem tudo que dá certo em outros ministérios, dará certo no seu, por exemplo. Respeite a identidade do ministério que o Senhor lhe colocou, e não tente florescer naquilo que Deus não te plantou, ou poderá acabar se frustrando.

Conflitos Técnicos: Aqui entra a questão dos figurinos, objetos, e da técnica em si. Em todo ministério tem aquele que sabe dançar muito bem, que pratica ballet, jazz e diversas danças e outro que só dança na igreja, que só aprende no ministério. Aí começam os conflitos, aquele que sabe algo diferente quer fazer, mas o outro não consegue, e ao invés de sermos pacientes e ensinar, muitas vezes ficamos chateados e culpando o outro irmão pelo que ele não consegue fazer. Tem também a falta de verbas para investir em roupas e objetos, muitos pensam que a igreja é obrigada a bancar o ministério de dança, quando na verdade é o contrário, nós é que temos que trabalhar e ajudar no crescimento da igreja.

Conflitos Pessoais: São os que mais atrapalham o bom andamento do ministério e podem surgir por diversos motivos, entre eles:

- Inveja: Se o meu irmão sabe mais do que eu, ao invés de procurar aprender com ele, eu fico irritado(a) e não aceito suas opiniões ou ideias, porque não consigo admitir que ele tem algo a mais para me oferecer.

- Soberba: Quero ser o melhor em tudo, quero que as coisas sejam sempre do meu jeito, não admito estar errado e não aceito ficar por baixo de ninguém. Não consigo ser humilde, porque acho que sei mais que todo mundo e faço melhor que todos.

Além desses existem diversos outros motivos, como falta de perdão, imaturidade do grupo, e muitos outros que falarei mais detalhadamente em outro momento. 

Infelizmente muitos ministros têm deixado seus ministérios e muitos ministérios têm caído devido a estes conflitos, por isso hoje, fale com o Senhor, peça a Ele entendimento, sabedoria e humildade, para lidar com as diferenças de cada irmão, e evitar que surjam conflitos no meio de vocês. A própria palavra nos diz no versículo citado acima, "fazei tudo sem murmurações nem contendas", portanto, a partir de hoje procure fazer a obra do Senhor sem conflitos e sem reclamar de tudo, lembre-se que você é servo e este é o seu papel: servir. Pare de apontar os defeitos do outros, e descordar de tudo que seu líder diz ou faz, seja humilde e procure viver em união com todos.

Senhor meu Deus e Pai, eu entro agora na tua presença Senhor, eu quero falar contigo neste momento. Senhor tira de mim toda soberba, toda ignorância, toda inveja e todo orgulho. Que eu aprenda a ser humilde, e a viver em união com todos os meus irmãos, principalmente no meu ministério. Que eu aprenda a amá-los, repeitá-los e não apontar os seus erros, ou menosprezá-los quando eles não conseguirem fazer algo. Da mesma forma, que estou disposta a perdoar quem quer que seja, que me humilhe ou aponte os meus erros, pois desejo viver em união, trabalhando junto, e amando os meus irmãos. Pai eu lhe peço perdão se algum vez eu causei qualquer tipo de conflito no meu ministério, ou se apontei o dedo para alguém, eu reconheço que não sou melhor que ninguém e que não estou acima de nenhum dos meus irmãos, estamos todos no mesmo patamar, somos todos servos e fomos chamados para servir, não para brilhar. Perdoa se alguma vez procurei honras e glórias para mim, eu reconheço que o único que deve brilhar é o Senhor. E toda honra e toda glória é tua. Me ajuda Senhor, a viver em união, me dê sabedoria para lidar com situações difíceis dentro do meu ministério, não permita que eu seja causadora de nenhum conflito, e que eu não os alimente quando surgirem. Eu oro em nome de Jesus, amém.



Leia também: