É pecado dançar músicas seculares? - Blog Dança Cristã - Por Milene Oliveira

A alguns dias atrás eu recebi um e-mail de uma leitora aqui do blog com a seguinte pergunta: "É pecado dançar músicas seculares?" Ela explicava no e-mail que gosta muito de ouvir algumas músicas que não são evangélicas e que não vê mal nenhum nisso, até porque as músicas que ela gosta “não falam bobagens” e depois contou que até curte dançar essas músicas. Eu achei interessante este tema e perguntei a ela se poderia responder em forma de post, pois gostaria de usar a pergunta dela para fazer uma alerta a todos os ministros. Ela me autorizou e, portanto, responderei agora...

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” - 1 Coríntios 6:19-20

A Bíblia é clara, nosso corpo é templo do Espírito Santo e deve ser usado somente para a Glória do Senhor. Cuidado com músicas seculares, se Deus te deu um dom é para servir ao seu Reino com ele. Dançar este tipo de músicas com certeza impedirá que a unção de Deus seja derramada sobre o seu Ministério. 

O ministério de dança, como qualquer outro na igreja, é alvo de muitos olhares, as pessoas estão o tempo todo prestando atenção naqueles que estão à frente de algo e se estas pessoas te veem dançando músicas fora da igreja, começarão a criar uma barreira, ou seja, sua ministração não irá impressioná-las nem as tocar de nenhuma forma, pois elas passarão a te olhar como um falso cristão, que na casa de Deus tem um tipo de comportamento, mas fora dela, tem outro. 

Não basta dizer que pertencemos ao Senhor é preciso mostrar isso através de nossas atitudes. Você pode até pensar que não há nada de errado em dançar algumas músicas seculares, mas não é assim que o mundo vê. Como cristãos temos a obrigação de seguirmos os exemplos de Jesus, sua fidelidade e obediência a Deus devem ser tão visíveis que sem falar nada as pessoas percebam que você pertence a Ele.

O que muitos não entendem é que antes de sermos bailarinos, somos vasos nas mãos de Deus, ministros escolhidos por Ele, somos sacerdotes e temos em nossas mãos a responsabilidade de sermos um referencial da Glória de Deus. A dança não é somente algo bonito, ela deve comunicar alguma coisa. Sua dança não é nada, não transmite nada e não faz diferença nenhuma na igreja, se você não for um verdadeiro adorador, e não tiver comunhão com o Senhor. O caráter de cada ministro deve ser tratado antes de estar à frente de uma igreja. Portanto, se você acha que pode dançar no altar, depois descer e ir dançar lá fora, está completamente fora do propósito de Deus e seu caráter espiritual precisa ser tratado. 

Já ouviu aquele ditado: a boca fala o que o coração está cheio? Com a dança é a mesma coisa: o nosso corpo fala aquilo que nosso coração está cheio. Portanto, seja cheio do Espírito Santo e procure transmitir isso para as pessoas, através da sua dança e das suas atitudes. Se você deseja impactar as pessoas com o seu dom levando-as a serem curadas, restauradas e transformadas, deve usá-lo somente para a Glória de Deus. Se está difícil abandonar as coisas do mundo é porque a sua carne está mais alimentada que o seu Espírito, procure alimentá-lo diariamente através da leitura e estudo da palavra. Dançar vai além de colocar uma roupa bonita, é exercer um sacerdócio. Amém?!



Leia também: