Dança na igreja não é espetáculo


Dançar para Deus não é fazer show e nem uma forma de chamar a atenção ou aparecer. Não é uma competição de quem dança melhor ou quem tem a veste mais bonita. Dançar para Deus também não é fazer movimentos sensuais e nem mostrar o corpo. Pelo contrário, nosso corpo é templo do Espírito Santo e devemos cuidar bem dele, permanecendo sempre santos no altar. Nossas vestes não devem ser decotadas ou muito justas, nem mostrar as pernas pois, nosso corpo não deve ser um objeto de desejo, mas um instrumento de adoração ao Senhor. 

Dançar para Deus não é um hobbie, nem algo que você faz só porque gosta ou acha bonito, dançar para Deus é coisa séria, e tem que ter um propósito. Nossa dança precisa tocar o coração de Deus. Não podemos dançar pensando em receber recompensas ou aplausos. Deus não divide a glória dEle com ninguém. 

Dançar para Deus não é fazer passos bonitos, movimentos magníficos ou apenas um levantar de pernas e braços. Também não é algo que você possa levar na brincadeira e fazer por fazer apenas. Não podemos dançar de qualquer maneira, assim como não devemos pensar somente na técnica. (Leia: "O que é mais importante, a técnica ou a unção?"). 

Dançar para Deus não é exibir um talento ou uma forma de se promover e mostrar o que você sabe, Deus não se preocupa se você tem 10 anos ou nenhum de balé ou qualquer outro tipo de dança, o que ele quer mesmo é o seu coração. 

A dança na igreja, diferente do que muitos pensam, não é um espetáculo. Dançar para Deus é abrir o coração e renunciar seu próprio eu, é dar espaço para que o Senhor se manifeste em cada movimento executado. Como ministros de dança precisamos buscar constantemente receber o novo de Deus. Não podemos subir no altar com o coração cheio de amargura e egoísmo. Não fomos chamados para satisfazer nossas vontades carnais, mas para adorar a Deus com nosso talento e através disso alcançar vidas para o reino.

Deus busca corações quebrantados e sinceros, servos dispostos a doar-se por inteiro ao ministério que lhes foi confiado. Será que você tem sido este servo? Este post de hoje é uma espécie de alerta a todos os ministros, pois, muitos estão se perdendo a cada dia um pouco mais, fugindo do propósito de Deus... Ministros querendo se tornar celebridade, ministros que querem ser estrelas, que estão fazendo do altar um palco onde sobem buscando estrelismo e fama, que isso gente? Não podemos permitir que nosso ministério seja corrompido por falta de entendimento, compromisso ou mesmo por falta de vontade. Então vamos fazer nossa parte, e não se esqueçam: "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." - Romanos 11:36.




Leia também: